Podcast – como estratégia de relacionamento no marketing digital

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Natal de 1906. Um navio norte-americano, repentinamente, interrompe sua locomoção por alguns segundos.  Passageiros ficam sem entender o que está acontecendo. De repente, uma voz ecoa por toda a tripulação, anunciando um concerto natalino em alto-mar.  

Tá bom. Não foi bem em alto-mar. A apresentação aconteceu a milhares de quilômetros dali, e só pôde ser ouvida pelas pessoas que estavam a bordo graças a uma transmissão de rádio. Foi a primeira nos moldes que conhecemos atualmente!  

Podcast: que fenômeno é esse? 

Porque começamos o conteúdo de hoje com uma abordagem mais histórica? Porque viemos falar dos Podcasts, que não surgiram do além, como pode parecer, principalmente se levarmos em consideração o aumento taxativo de ouvintes nos últimos anos.  

De acordo com a Kantar IBOPE Media, em 2019, 21 milhões de pessoas consumiam podcasts, mas esse número, que já era grande para as estimativas da plataforma, saltou para 28 milhões em 2020, durante a pandemia.  

E a tendência é que esse número continue crescendo ainda mais. E o que isso significa? Depende: se aí atrás da tela do telefone celular, tablet ou computar está alguém de mente empreendedora, então estamos falando de uma oportunidade de estratégia para o Marketing Digital!  

Imagina o seguinte cenário: alguém novo entra nas suas redes sociais, site, blog ou afins. Esse alguém NUNCA ouviu falar de você ou do seu negócio, mas foi atraído por algum anúncio ou conteúdo relevante. O que você faz? 

Segundo os princípios do marketing de conteúdo, primeiro, por meio de diversas alternativas midiáticas, você precisa fazer com que aquela pessoa confie em você e na sua empresa. E todo mundo sabe: não há construção de confiança sem a construção de um relacionamento, né?! 

É aí que o podcast pode funcionar como uma ótima estratégia de relacionamento! Se você ainda não está convencido disso, calma que nós não estamos de mãos atadas: confira as vantagens de começar um podcast para criar e fortalecer o relacionamento com o seu cliente.  

Proximidade 

Se você tem uma marca com presença digital, é produtor de conteúdo ou acredita que tem algo a ensinar para as pessoas, a ferramenta é interessante porque pode dar ao seu cliente a sensação de estar mais próximo de você. E vice-versa. Mas como? 

Já reparou na linguagem radiofônica? Se você é um ouvinte assíduo, já deve ter escutado algo do tipo “ei, você que está aí dirigindo, indo ao trabalho ou voltando pra casa: obrigado pela companhia!”.  

Parece automático, mas não é. A escolha por essa abordagem mais direta é planejada única e exclusivamente para criar esse relacionamento mais íntimo mesmo. Igual ao que eu, responsável pelo conteúdo, estou fazendo agora com você. Você não se sente mais próximo de mim quando me refiro diretamente a você? 😊  

Praticidade: conteúdo atemporal 

Em 2004, um rapaz teve uma ideia: criar um sistema que permitisse que arquivos de áudio como audioblogs fossem transmitidos pelo iTunes. Isso permitiu que as pessoas não precisassem mais estar próximas de um rádio ou de um computador se quisessem escutar músicas, por exemplo.  

Ou seja: graças a esse homem, que a propósito, se chama Adam Curry, você tem a oportunidade de se tornar mais próximo do seu cliente, além de poder optar por produzir um conteúdo de maneira mais extrovertida, sem a preocupação de um deadline mais apertado, diferentemente, por exemplo, da correria dos rádios, e consegue demonstrar ao seu cliente o que você precisa com mais qualidade.   

Comunicar-se com mais qualidade com ele, com certeza, é outro ponto crucial na hora de dar um upgrade no relacionamento de ambos.  

Conteúdo diversificado 

Já reparou que existem podcasts de todos os tipos, em todas as plataformas?  

Existem os convencionais que, geralmente, estão disponibilizados em plataformas de streamings próprias (Sporty, Deezer, etc), os mais curtos, normalmente postados em redes sociais (Instagram, LinkedIn,) e comumente utilizados como recortes de um programa completo, ou os que são transmitidos pelo Youtube, mas que aí já são audiovisuais.  

E o que isso tem a ver com relacionamento? É você que deve responder. Qual é o perfil atual do seu público? Se for um usuário mais velho, pode ser que ele tenha mais paciência para ouvir algo de longa duração, já um usuário mais jovem preferir um insight de um minuto no Instagram.  

E sabe por que não tem como errar? Porque diversificar a forma e as plataformas na qual você distribui seu conteúdo te ajuda a criar um relacionamento inicial para diferentes tipos de públicos e não perder potenciais clientes. Legal, né?  

Sim. Legal, mas… como começo um podcast? 

  1. Planejamento do podcast:   

Escolha um nicho de mercado que quer atuar, defina formatos (entrevistas, bate-papo descontraído, conteúdo educacional, etc) e crie um roteiro em cima de suas ideias.  

Há duas formas de se criar um roteiro: pode ser um texto corrido, que é aquele com uma escrita mais informal, pra não parecer que você está lendo, ou um roteiro com tópicos. Você decide o que terá maior aderência com seu público. A ideia é que o resultado seja o mais natural possível!  

  1. Escolha os aparelhos iniciais: 

Partindo para a prática, na hora de gravar existem várias opções de microfone no mercado. Vale a pena dar uma pesquisada. Você pode usar o microfone: 

  • De lapela 
  • De USB  
  • Do seu celular  

Dica importantíssima: grave num local silencioso e SEMPRE faça um teste antes de começar seu conteúdo por definitivo. 

  1. Depois de terminar, edite seus áudios: 

Você pode inserir vinhetas e trilhas sonoras, efeitos pra chamar a atenção, intervalos, enfim. Investir em uma boa edição vai deixar seu episódio muito mais dinâmico. Uma opção gratuita muito famosa é o Audacity. Pro celular, o Anchor também pode ser uma boa alternativa.  

  1. Hora de divulgar o que você já fez: 

Na hora de compartilhar seu trabalho, é importante dar atenção a descrição e as palavras-chaves que serão utilizadas. Isso permite que seu conteúdo seja encontrado no Google, por exemplo. Na hora de divulgar nas redes sociais, não esqueça de criar parcerias com seus entrevistados!  

E aí, será que vale a pena investir em um podcast?  

Pensa comigo: com a chegada de novas tecnologias, empresas de todos os setores que querem vencer disputas no mercado, devem inovar a forma como se comunicam com seus clientes, né? Ganha quem acompanha a tecnologia, e sabe porquê? Porque se tem alguém que está sempre atualizado, esse alguém é o seu cliente!   

Nós da Envox queremos que você saia na frente. Hoje, amanhã e sempre! E temos uma forma de fazer isso acontecer: trabalhando com o que temos de melhor em planos de marketing digital.  

Quer saber mais? Nosso time de especialistas já preparou a mesa e o café pra uma conversa. Queremos conhecer você e seu negócio, e te ajudar a estruturar uma estratégia de comunicação mais sólida e eficiente.  

Obs.: mas vem logo, que o café tá esfriando 😊  

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Leia também

Você sabe o que são Landing Pages?

Landing Pages podem ser traduzidas como página de aterrissagem.  

Sabe quando você clica em um anúncio e é direcionado para uma página? Essa é uma Landing Page. 

É importante ressaltar que Landing pages não são páginas de sites. São páginas criadas com um objetivo específico, os sites são páginas mais gerais com várias abas e opções.  

Últimos Posts

Categorias

Receba nossas novidades

    Últimos Posts

    Categorias

    Receba nossas novidades

      [anr_nocaptcha g-recaptcha-response]

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *