Memória afetiva: entenda como usá-la para vender mais

memoria afetiva - envox

A nossa memória afetiva é muito poderosa. Armazena cores, aromas e sabores que nem sabemos que estão lá. O cheiro do bolo recém-saído do forno que sentíamos quando estávamos na casa de nossos avós; uma música que você ouvia repetitivamente quando era adolescente; ou a cor daquela camiseta que você ganhou quando criança e não cansava de usar.

Tudo isso pode ser revisitado futuramente. Inclusive, existe uma chance de isso ter acontecido com você com a simples citação desses exemplos. Mas como isso pode ser usado como ferramenta para vendas? Vou explicar!

Primeiramente: como podemos definir a memória afetiva?

A memória afetiva, como indica o próprio nome, refere-se à percepção sensorial que remete a um momento vivido e armazenado em nossa memória que tem grande importância afetiva.

Muitas vezes as sensações geradas por essa experiência permitem uma autoanálise saudável de questões que estavam em algum lugar de nosso subconsciente. Além disso, é possível reconhecer limitações geradas por situações não finalizadas do passado.

A memória afetiva como ferramenta de
marketing

Existe uma prática denominada “Marketing de Experiência”, que usa as emoções como estratégia que rege todas as campanhas. Não se trata de aproveitar-se da memória afetiva de seus clientes, mas de oferecer uma experiência única e que os faça visitar lugares agradáveis da mente deles.

Essa prática pode ser aplicada a partir de um estudo de comportamento dos clientes para que seja formado um perfil que será o ponto inicial para começar uma reestruturação.

Construindo
uma identidade visual agradável

Apenas a partir do estudo da clientela será possível trabalhar na identidade visual. As cores e formas geram gatilhos poderosos em nossas mentes e saber usá-las da maneira correta tem muito mais poder de atração. Essa escolha dará suporte ao planejamento de marketing, desde o trabalho no site até as redes sociais da marca.

Portanto, quando a identidade visual não é bem pensada pode repelir clientes de maneira inconsciente. Após essa atração, o outro passo é a fidelização.

A fidelização de clientes

Não adianta apenas vender uma imagem atrativa e não entregar uma experiência agradável. Seja no atendimento especial ou no cuidado com produtos e serviços entregues, é possível fazer com que uma marca crie clientes fiéis.

Muitas vezes não é somente a qualidade do produto que dita o seu sucesso ou fracasso. As pessoas querem experiências e sensações. Querem coisas e momentos para compartilhar com familiares e amigos. É possível entregar isso quando paramos de pensar apenas no resultado e focamos no caminho até lá.

Quer ajuda nesse caminho? Então entre em contato conosco e saiba como podemos te ajudar a dar uma nova vida à sua marca!

Compartilhe