Manual de marca para marketing digital: como fazer?

No desenvolvimento de uma marca alguns parâmetros são definidos para a sua existência como cor, fonte, formato, aplicação, entre outras especificações técnicas. Mas com a presença das empresas na internet, outras questões precisam ser inclusas em um manual de marca para marketing digital como ícones, comprimento de botões de call-to-action, vinhetas e a até mesmo compatibilidade com o domínio escolhido, tudo para garantir uma unidade no off-line e no digital.

Na elaboração do material a partir deste direcionamento, o designer passa a considerar pontos que poderiam passar despercebidos como futuros problemas de navegação, usabilidade e até conversão e fidelização de leads. Entre os inúmeros benefícios de um manual com aplicação digital está a melhora no trabalho de redação e criação e ampliação dos resultados nas entregas de marketing digital.

Antes de fazer o manual de marca é importante definir um planejamento para o cliente, estudando a empresa ou serviço prestado, pesquisando os concorrentes de mercado, desenvolvendo personas, localizando referências e fazendo um estudo prévio de cores. Com isso em mãos, veja o que não pode faltar em manual de marca para marketing digital:

 

Aplicação da logotipo

É o ponto principal, que vai definir todo o norte do manual de marca. Inclui os símbolos e letras que virão a ser reconhecidos pelo público da empresa. No formato digital, devem ser levantados os pixels, a distância mínima entre os elementos, bem com sua aplicação sobre fundos.

 

Disponibilidade de nome

Outra questão extremamente importante é verificar a disponibilidade do nome na internet. Para realizar isso basta acessar o site do Registro BR e fazer o teste gratuitamente. Nomes diferentes podem dificultar o acesso do cliente a empresa. Além disso, na hora de definir o endereço de domínio procure um nome simples e curto, que seja de fácil memorização. Nomes muito extensos ou em língua estrangeira podem dificultar o acesso ao site e afetar o desempenho do site.

 

Fontes

A tipografia a ser utilizada inclui de 2 a 3 fontes, que servem como alternativas na hora da aplicação. Utilize sempre fontes do Web Safe, para garantir que o conteúdo seja carregado de acordo com o configurado. O importante é prever suas utilizações como em títulos, subtítulos, textos principais e secundários, que implicam diretamente na estratégia de SEO.

 

Ícones

O mais recomendado na hora de definir ícones é estabelecer um pequeno banco padrão de itens com o objetivo de aumentar as chances de escolha em necessidades futuras, mantendo o padrão estabelecido.

 

Botões

Ações de Call to Actions, ou seja, as chamadas para ações geralmente devem ser chamativas e atrativas pela cor e pelo formato. Ao definir um manual de marca para marketing digital, já deve estabelecer um padrão a ser utilizado na criação de sites e landing pages.

 

O papel do manual de marca é prever os parâmetros a serem utilizados na comunicação com os pontos de contato entre empresa e cliente tanto no físico, quanto no digital. Durante muito tempo, a parte digital não era considerada na criação de um manual. Ao incluí-la neste processo, o diferencial dos novos negócios está em entender que a linguagem a ser utilizada deve ser única e padronizada nos ambientes. Tudo isso com o objetivo de gerar o reconhecimento e a aceitação dos clientes, melhorando o posicionamento no mercado.

Leia também: Como fortalecer sua marca com as redes sociais

Escrito por: Thaynara Oliveira

Compartilhe
About the author

A ENVOX Marketing Digital é uma Agência Integrada que oferece todas as soluções na área de Comunicação Digital que a sua empresa precisa para crescer e se destacar no mercado.